.

sábado, 5 de abril de 2008




Passo e amo e ardo.
Água? Brisa? Luz?
Não sei. E tenho pressa:
levo comigo uma criança
que nunca viu o mar.



Eugénio de Andrade

5 comentários:

hora tardia disse...

de uma beleza IRREPREENSÍVEL!!!!!!








.



levo.te. nas ondas mansas....do teu mar.

beijo.Te.

hora tardia disse...

O mundo é grande, mas em nós
ele é profundo como o mar.

RilKe...

Pois....é.


(ke raiva não ter sido eu a escrever isto)

brinco.

re.beijo.

Ana Paula disse...

Lindo o poema! Linda a imagem, linda a ideia!

E lindo o desenho, Mie! :)

Adorei!

M. disse...

Devagar, devagar..

Como a passo de criança.
Como nos olhos de uma criança

Lindissimo

alice disse...

o poema não fica completo sem crianças. nem a vida sem mar :) um grande beijinho, mié. o entusiasmo das suas palavras em acta contagiaram o meu coração ;) bem haja*

ARQUIVO


View My Stats
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!